Equipamentos de Vídeo






Placa de captura de vídeo analógica



sugestão: compatível com chipset Brooktree - bt848 (PixelView, playtv)

Para quem precisa capturar vídeo de fontes analógicas (videocassete, televisão, filmadoras analógicas), as placas de captura analógicas são muito úteis. O problema é que hão muitos modelos, nem todos bons, e uma parte não tem drivers para Linux.

As placas com o chipset bt848 têm uma boa relação custo-benefício (captura em resolução próxima à de DVD, com a possibilidade de já estar na compressão MPEG2, usada em DVD) e suporte bom em sistemas GNU/Linux.

Há suporte também a placas com chipset Zoran (Pinnacle DC10, Miro e outras), porém a resolução é meio limitada e a compressão nativa (MJPEG) é problemática.

No entanto existe outra maneira de capturar vídeo analógico, sem placa de captura analógica, basta você ter uma camera miniDV com entrada de Áudio e Vídeo, e realizar o via IEEE-1394 (ie a famossa firewire)


Câmeras

Câmera filmadora digital MiniDV


As câmeras DV e MiniDV digitais são a maior tendência de modernização das filmagens semiprofissionais e, por sua qualidade e praticidade, não deixam mais motivo para a existência de câmeras analógicas.

Alguns bons requisitos: Para produção de qualidade é bom ter 3 CCD (ccd é um tipo de chip de reconhecimento de luz e cores; As cameras com 3 CCDs possuem um chip para tratar cada feixo de luz (vermelho, verde e azul) separadamente. Isso dá mais qualidade nas cores e melhor aproveitamento da luz).

Caso você já possua, em vez de uma MiniDV, uma câmera Hi8 digital, ela também pode ser usada.

Entradas analógicas em câmeras digitais




Microfones

Microfone direcional


Quem vai filmar na rua vai precisar de um microfone direcional, se não quiser uma banda sonora cheia de ruídos de conversas ao fundo, vento e barulho ambiente. Esse dispositivo costuma ser caro, a partir de 2.000 reais, porém é possível encontrar marcas baratas razoáveis. Um exemplo delas é o microfone direcional Yoga, que vem sendo usada pela equipe de vídeo do Cultura Digital.

Pedestal gambiarra para microfone direcional


Cabo de vassoura e muita fita adesiva...


Cabos de Vídeo


Para produzir vídeo é muito importante conhecer os cabos que estão envolvidos na captura e transmissão dos dados. Abaixo destacamos alguns deles.


Firewire


O Firewire é o cabo utilizado para capura de vídeo. Também conhecido como IEEE 1394, tem uma taxa de transferência de até 400Mbit/s.

Há dois tipos de conectores em um cabo firewire. Veja só:



E suas reespectivas entradas na placa firewire que está encaixada na placa mãe:



Nesta imagem estou conectando a entrada maior do firewire ao computador:




A entrada menor é conectada na filmadora. Com o editor de vídeo Kino você captura as imagens em moviento de sua filmadora.

Saiba mais sobre Firewire.


USB


A maioria dos cabos USB (Universal Serial Bus) para vídeo possuem essa aparência:




Os computadores fabricados recentemente já possuem a versão 2.0 do USB, que tem taxa de transferência de até 480Mb/s.



Este é a entrada padrão USB encontrada nas placas mãe e/ou em placas usb (caso sua placa mãe tenha os componentes offboard).

Abaixo encaixo o conector USB à placa mãe do computador. Com ele pude transferir ests fotos da câmera para a máquina




Leia mais sobre USB.

S-Video & RCA


Abaixo você pode visualizar o cabo Super Video - RCA. Ele serve, entre ourtas coisas, para ligar seu computador à uma televisão.



Veja abaixo a placa de vídeo desconectada do computador.



Neste modelo, um GeForce FX 5200, à direita da entrada paralela do monitor, há uma saída S-Video, conforme você pode visualizar melhor nas imagens acima.

Com ela você pode tanto capturar as imagens da tela para uma filmadora, que também tenha entrada S-Video, com um cabo S-Video - S-Video, ou também com um cabo S-Video - RCA, colocar uma TV acoplada à sua máquina.


Last modification: 11/05/2009 at 14:14, by: vitoriamario